Quarta-feira, 4 de Abril de 2007

Dormidas fora

Aqui há dias a pequena embirrou e disse que queria ir dormir a casa da avó mais o padrinho, isto já depois de lá ter passado o dia inteiro. Aquilo foi uma surpresa porque as únicas vezes que ela dormiu fora de casa aconteceram na altura do nascimento do irmão enquanto a mãe ficou na maternidade e eu tive que trabalhar no turno da noite.
Mas naquela noite ela estava decidida e foi mesmo. Para nós acabou por ser uma notícia boa não só pela possibilidade de maior descanso mas, sobretudo, pelo sinal de "crescimento" que ela nos dava. Nós nunca a forçámos a ir passar noites a casa das avós (apesar das tentativas anteriores engendradas por elas) porque entendemos que teria que ser um passo dado pela pequena de forma autónoma e consciente.
A noite correu bem e ela lá ficou no dia seguinte.
Entretanto fui trabalhar. Algum tempo depois recebo uma mensagem da minha cara metade a dizer que nessa noite ela queria ficar em casa da outra avó. Aí fiquei igualmente contente... por 30 segundos! Então, mas então?... Nesse dia eu não a ia ver? Ia estar tanto tempo sem ela? Oh Meu Deus eu sei que isto é inevitável mas, confesso, pensei que dormir fora assim noites seguidas ainda fosse demorar mais uns anitos! A emoção percorria-me, a inquietação era visível até que... o telefone tocou! Era a minha mãe: a pequena não queria lá ficar porque se tinha esquecido da chupeta para dormir. Tive que a ir lá buscar quando saí do trabalho.
Nunca pensei voltar a dizer isto (já que a batalha travada contra a chupeta tem sido árdua) mas nesse dia... abençoada "necessidade" de chupeta! Colmatou a minha "necessidade" da pequena...
Contado por Pai Babado às 17:46
post link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Mais sobre mim

."Estórias" da História

. Já?!?!?!?!

. Exercício

. Invenções by Pedro (II)

. Invenções by Pedro

. Indiana Jon...er...Pedro

. Adoro...

. Dão-me a volta com uma pi...

. Para o que interessa...

. Ecologias

. Hoje... todos juntos

.Contos Antigos

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds