Quarta-feira, 4 de Outubro de 2006

Harmonia

Parece incrível, mas é a palavra que encontro para descrever o meu estado de alma por estes dias (se calhar não demoro muito a amargar estas palavras, mas até lá, enquanto o pau vai e vem... folgam as costas).
Por partes:
1- O Pedro é um doce de menino.
Tranquilo, calmo, atento, sereno e a cada dia mais risonho e interventivo.
Galreia de forma cada vez mais insistente connosco e muito particularmente com os ursos do móbil que tem na cama dele.
E tem um sorriso enorme, com aqueles olhões bem abertos, atentos a tudo.
Está-se a fazer muito bem, o pequeno.

2- A pequena....
A minha mulher, sempre esclarecida, informada e serena, já me tinha dito: "Esta fase dela, de birras intensas, pode estar a antecipar um período de grande crescimento, que ela percebe, mas ainda não domina."
Um pouco à semelhança do que acontece com o crescimento físico explosivo dos jovens na adolescência, muitas vezes não acompanhado pela parte psicológica, o que os leva a entrarem na célebre "Idade da Gaveta".
Posto isto, posso agora afirmar: aconteceu!
É verdade. A pequena cresceu. E, para nós, de que maneira.
Passou a ser capaz de adormecer sózinha!
Desde os 10 meses que ela dorme no seu quarto, mas era sempre necessário estar com ela na cama até a adormecer. Isto implicava que, muitas vezes, também adormecessemos com ela, o que se traduzia numas horas de sono terríveis, com pontapés e biqueiradas a rodos.
Por outro lado, muitas vezes, um de nós dormia "solteiro".
Esta semana passou a ser capaz de dormir sózinha. Basta ir com ela, contar-lhe uma "estória" e ela já se deixa ficar.
E, surpresa das surpresas, até à tarde tem aceite dormir, o que se traduz numa boa disposição para o resto do dia.,
Para nós também é um acréscimo de "qualidade de vida", uma vez que "sobra" muito mais tempo.

Hoje também, e concretizando um projecto já antigo, levei a pequena à primeira aula de natação.
Foi uma hora fantástica, feita de cumplicidade e confiança.
Uma hora de alegria, brincadeira e também de sacanice (para eu não me esquecer com quem lido). É que, apesar de eu lhe pedir encarecidamente, ela insistiu em beber água.
Claro está que, quando se engasgou, levou o "chá" da ordem:
- Vês? O papá avisou-te para não beberes a água da piscina.
Só que levei resposta à altura:
- Cof! Não te p(r)eocupes, cof, cof, papá! Não te p(r)eocupes!

Está mesmo crescida a piolha...
Contado por Pai Babado às 22:43
post link | Conta coisas | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 5 de Outubro de 2006 às 11:33
Ora viva, por essa também já passei! A minha luta agora tem sido fazer adormecer a minha logo na cama/berço dela em vez do célebre "Deixa a Mia i(r) pa cama" (sendo que a cama, é a "nossa" cama)...Mas está quase ganha essa batalha!
Mas há uma coisa, das milhares que ela faz por dia, que ainda não consegui perceber o porquê. E é tão simples quanto o seguinte: se ela quer alguma coisa (entenda-se objecto) ou quer ir fazer as suas necessidades fisiológicas básicas, se me calha a mim a "fava" de ser o incumbido de lidar com essa tarefa, se por algum motivo, a mãe da Maria decide pegar nela para levá-la à casa de banho ou entregar-lhe em mão o tal objecto requisitado, ela limita-se a negar com veemência e quase gritaria selvática, ofendida com a ousadia da mãe em estar a assumir com petulância aquela que é uma tarefa designada para o pai!! Evidentemente que se dá também com frequência a situação contrária, em que eu quase que ofendo a integridade da Maria ao preterir a Mãe dela e "chegar-me à frente" para satisfazer a dita necessidade.
Esta confesso que ainda não percebi...
Seja como for, são estas e outras que nos vão alegrando o dia-a-dia
Ass: V@sQuO
De Pai Babado a 5 de Outubro de 2006 às 18:00
Epá, eu acho que essas imposições sobre quem faz o quê são a maneira dos pequenos terem algum poder nas rotinas que se fazem na vida deles.
A toda a hora os solicitamos para fazer algo de deteminada maneira, de forma que eles nos respondem na mesma moeda.
Acho eu........

Comentar post

.Mais sobre mim

."Estórias" da História

. Já?!?!?!?!

. Exercício

. Invenções by Pedro (II)

. Invenções by Pedro

. Indiana Jon...er...Pedro

. Adoro...

. Dão-me a volta com uma pi...

. Para o que interessa...

. Ecologias

. Hoje... todos juntos

.Contos Antigos

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds