Lilypie
Lilypie Fifth Birthday tickers
Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Anda um tipo a esforçar-se para isto...

No final do ano lectivo passado a Educadora de Infância alertou-me para o facto da pequena se ter queixado que não via, após ter estado um bom pedaço de tempo a pintar.

Quando chegou a altura da consulta no pediatra falei no assunto. Ele lá fez o teste e disse que era melhor ser observada por um oftalmologista, porque lhe parecia haver uma assimetria...
Marcámos então a consulta no oftalmologista. Evidentemente que tive que fazer uma preparação prévia à cachopa: dizer-lhe que não era preciso tirar a roupa, nem iam mexer nos ouvidos, nem mexer na boca, etc. Até houve a felicidade da mãe se despachar e vir ter connosco.
A consulta começou e decorreu até bastante bem, no início. Chegou depois a altura em que ela teve que fazer o teste da Escala de "E´s", que consiste em dizer para que lado está voltada a parte aberta da letra E, se para cima, para baixo ou para os lados. Ela de início safou-se bem, mas quando as letras começaram a ficar mais pequenas começou a ter alguma dificuldade e ficou aflita: insegura, quase começou a chorar. Típico dela... Se não consegue fazer algo bem, fica insegura e atrapalhada.
O médico passou depois à examinação directa dos olhos. E depois disto é que a coisa começou a correr mal...
Primeiro perguntou-me se ela era filha única. Respondi que não, evidentemente. E logo começaram a chegar os "diagnósticos":
- Pois, olhe que isto parece-me ser uma maneira dela chamar a atenção. Vocês devem estar a dar muita atenção ao mais novo e ela ressente-se e reage desta forma.
- Mas olhe que ela nunca se queixou de ver mal. Foi a educadora que alertou e na pré o irmão não está...
- Pois, mas anatomicamente não há razão para ela não ver aquelas letras mais pequenas. O olho tem um erro muito pequeno, que não justifica que não veja. E não é nada normal uma miúda de 4 anos reagir assim, quase a chorar, por não conseguir responder a uma pergunta. Não é normal!

Eu por esta altura já estava a contar até 10...:
- Olhe que ela até é muito tranquila, as informações da pré são óptimas e ela nem é de fazer grandes birras...
- Pois, mas não é normal uma criança de 4 anos reagir assim! De qualquer forma ainda preciso de fazer um teste. Coloquem-lhe estas gotas e voltem cá daqui a uma hora.

Passado uma hora voltámos e ele reafirmou que o olho tinha um erro muito pequeno que não justificava que ela não visse as letras.
No final virou-se para a minha mulher e disse que ia receitar-lhe uns óculos e que queria que ela viesse à consulta com ela daí a 6 meses e não queria que eu fosse. Como?!?!?!?!
- Ah e tal que isto e manha dela e é devido ao facto de você ser superprotector!

Como?!?!?!?!?!?
Bem, foi daquelas alturas em que me arrependi da boa educação que os meus pais me deram! Então aquele "sr. dr." tinha, no espaço de uma hora, dado duas "sentenças" diametralmente opostas: antes era falta de atenção por causa do irmão e depois já era sobreprotecção?!?!?!?!
Afinal em que ficamos? Pensava eu que ia a uma consulta de oftalmologia e sai-me um "psicólogo (des)encartado" a mandar bitaites.
Desconfio que devia estar a largar fumo... O que me valeu foi a minha esposa a dar-me apoio e a chamar-me à razão.
Quando abordei a questão com a educadora (até para lhe mostrar que levamos em consideração os alertas dela), ela só se riu do homem... e pediu-me por tudo para não lhe ligar nenhuma.

No fim de contas lá fomos comprar uns óculos. Surpreendentemente fácil, a compra. Quando entrámos na loja só lhe disse:
- Escolhes os que quiseres, uns que gostes.
- Cor de rosa!
- Ah, nem imaginava...

O vendedor ao ouvir isto disse logo que sabia que tipo ia trazer. Trouxe 4 diferentes, todos da Barbie. Ela viu, pegou num par e disse:
- São estes!

Oxalá fosse toda a gente tão simples!
Anda um tipo a esforçar-se, a esfarrapar-se todo para estar presente na vida dos filhos, para eles se sentirem acompanhados e depois sujeita-se a ouvir estas "sentenças"...
Contado por Pai Babado às 11:44
post link | Conta coisas | favorito
|
15 comentários:
De a 28 de Outubro de 2008 às 15:43
Deixa lá!
Quem não sabe o que dizer, diz postas de pescada!
Palavra de filha: é tão bom ter um pai superprotector!
Beijinhos
De ML a 28 de Outubro de 2008 às 16:49
Olha que eu não sei se não teria ido logo a outro médico...
Humptf!
De Smily a 28 de Outubro de 2008 às 19:37
Hum...

Interessante! Nem todos têm a consciência daquilo que fazem!! O Sr. Dr. deve ter falado num momento de pouca luz... =D

Veja pelo lado positivo... =) Podiam ter sido uns óculos muito caros e com umas lentes muito grossas!!! =D

Beijinho*
De Susana M. a 28 de Outubro de 2008 às 22:15
Viva!!

eu tento sempre apelar 'a calma na minha vida, e existem situacoes em que realmente conto a ate' 10.
Se isto se passasse comigo, eu acho que nao aguentaria! :)
Se ha' situacao com a qual nao reajo bem 'e falta de humildade, isto 'e, quando vamos ao medico, esperamos uma resposta dele, ele nao ve nada de especial no doente, mas nao tem aquela humildade para dizer: "nao sei o que possa estar a causar a falta de vista 'a sua filha, em termos fisicos ela nao tem nada".
Isto 'e uma das faces da mesma moeda.
Ate' poderia ser vista cansada, num mundo de hoje com tantas horas de televisao e computador, nao 'e de admirar que os miudos se queixam dos olhos.

Sao muito poucos aqueles que sabem reconhecer que nao sabem.
Eu sei, ha' medicos e medicos, mas infelizmente aqueles que conheco tem umas atitudes de deixar qualquer um de boca aberta. As minhas experiencias com medicos dava um blogue! :)
Mas se nao ficou contente, procure outro, nao tenha medo :)
Isto porque esta historia lembrou-me o caso do meu irmao. Foi isso que me levou a escrever :)
Eu sou 5 anos mais velha que o meu mano e sempre me lembro de ele se sentar sempre em frente 'a TV, mesmo em frente, talvez a menos de 1 m de distancia. No inicio, os meus pais pensaram que era birra para ver os bonecos e que ele nao queria sair, embora ele dissesse sempre que nao via bem. Do infantario nada diziam acerca da vista, ele nao se queixava. Era sempre em casa. Na minah familia ninguem usa oculos ou teve qualquer problema de vista na vida.
Os meses foram passando e ele nunca saia de frente da tv.
Entao a minha mae resolveu averiguar o assunto, ela sempre foi muito cuidadosa com a nossa saude, e bingo! O oftalmologista disse mesmo que o meu irmao nao via bem, tinha astigmatismo, e como nao foi corrigido logo desde inicio, as dioptrias ja' eram grandes.
Hoje, todos no's usamos oculos :) foi contaminacao pura :-D, o meu pai porque tem vista cansada, a minha mae, que sempre que se ouviu dizer que tinha uma visao espectacular, mas os correios introduziram os computadores, anos depois veio o veredicto: oculos, e eu, que faco pesquisa cientifica, estou mais de 12h em frente a um computador, foi logo na faculdade que em vez de ver letras via nuvens :), tudo desfocado - o veredicto: astigmatismo.
Sao as tecnologias!

Para terminar, palpita-me que a sua piquena vai andar toda contente com os seus oculos novos, os miudos adoram estas novas experiencias!

Tudo de bom.



De CarlaVB a 30 de Outubro de 2008 às 14:23

Acho que não voltava mais a esse medico!
A minha pequena tambem tem a mania do rosa...acho que sao fases.
De Filipa a 12 de Novembro de 2008 às 17:15
Pois é, é uma tristeza a falta de humildade e capacidade de ditar sentenças no que diz respeito à vida dos outros, e descaramento ainda por cima ao dizer que seria preferível a fofinha ser acompanhada pela mãe... realmente.
Mas o mais preocupante é, se a par disto, ela tem mesmo alguma necessidade especial e ele não a diagnosticou correctamente... eu levá-la-ia a outro médico.
E não se espante com a sua pouca calma, eu teria tido bem menos, se me conheço!!
De wakeuplittlesusy a 30 de Novembro de 2008 às 17:22
aconteceu exactamente isto com o meu pai. O médico também o quis colocar para fora da sala pq ele era superprotector:) Mas ele não saiu.
Su
De Catarina Inverno a 1 de Dezembro de 2008 às 00:59
Precisava de ver melhor uma série de coisas para um trabalho e creio que o senhor me poderia ajudar. Seria possível, por favor, contactar-me para que possa explicar melhor? Muito obrigada. Catarina
De Pai Babado a 1 de Dezembro de 2008 às 20:45
Olá Catarina Inverno,
gostava muito de te poder ajudar, mas não tenho o teu email...
De Catarina Inverno a 3 de Dezembro de 2008 às 14:52
Olá! Idiotice minha! Aqui está o contacto possível: cercatn@gmail.com Obrigada!
De Pai Babado a 5 de Janeiro de 2009 às 01:01
Oi,

já te respondi para o mail.

Não recebi resposta de volta.

Desististe?
De Mãe de adolescentes a 30 de Março de 2009 às 14:12
Acho que devemos iniciar um movimento"pais traumatizados por médicos, pediatras e psicólogos cretinos" principalmente pais de adolescentes...nem imagina o difícil que é "traumatizar" um adolescente e o fácil que é traumatizar os pais dos adolescentes...:)
De mafalu a 31 de Março de 2009 às 01:28
TENHAM CUIDADO A QUEM ENTREGAM OS VOSSOS FILHOS!isto é muito sério:Há gente que tem curso,mas não tem escrupulos....E tambem há pessoas a receber pacientes,sem ter um minimo de saúde mental.Quem me dera,que isto não fosse verdade.
De mafalu a 31 de Março de 2009 às 01:23
Até conheço psicóloga clinica(com consultório aberto),que faz diagnósticos completamente selvagens:o PAI da criança é sempre o culpado das situações expostas!!!em vez de se debruçar sobre as dificuldades apresentadas pelas crianças,sugere sistemáticamente,que o pobre pai modifique o seu comportamento. Quanto a ética,estamos conversados:não posso dar mais pormenores:ela usa as próprias filhas,com prejuizo para as próprias,para obter o que pretende ...ilicitamente:POR FAVOR,vejam onde levam as vossas crianças!!!

Comentar post

.Mais sobre mim

.Música de Pai

."Estórias" da História

. Já?!?!?!?!

. Exercício

. Invenções by Pedro (II)

. Invenções by Pedro

. Indiana Jon...er...Pedro

. Adoro...

. Dão-me a volta com uma pi...

. Para o que interessa...

. Ecologias

. Hoje... todos juntos

.Contos Antigos

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

C.N.Escutas
Caleidoscópio
Derivas
blogs SAPO

.subscrever feeds