Lilypie
Lilypie Fifth Birthday tickers
Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2007

Chupetas - o momento presente

Nestes últimos dias andamos em mãos com uma tarefa verdadeiramente hercúlea: diminuir, na medida do possível, o uso da chupeta por parte da pequena.
Isto é sempre um assunto delicado e passível de diversas abordagens.
Já li artigos que referem que a chupeta não interfere minimamente com a dentição definitiva.
Já falei com outros pais que têm a sensação que sim senhor, entortou os dentes da pequenada.
O que é certo é que já notávamos um certo arqueamento dos dentes incisivos da cachopa.
Para além disso havia o problema da chupeta nunca sair daquela boca, nem mesmo para falar. Nós já estávamos habituados, mas as pessoas de fora tinham muitas dificuldades em percebê-la.
A coisa assustou-nos quando há tempos procurámos uma foto dela sem chupeta e... não encontrámos!
Então na semana passada ela quis ir fazer cocó à sanita (léria, porque na verdade só faz na fralda). Mas tudo bem sentei-a lá com o redutor. Ela saiu quando muito bem entendeu e depois, numa atitude muito comum a todos os bebés mas que tem o seu quê de intrigante, resolveu ir espreitar lá dentro. E... pumba! Chupeta lá dentro!!
Aproveitei logo para lhe dizer que a pêpê tá estragada".
Ela resolveu a questão pedindo a pêpê côr-de-rosa ", que é uma mais pequena que ela usa só para dormir.
No dia seguinte ao sair de casa pediu para levar a chupeta. Disse-lhe que essa chupeta não dava para prender o fio e que, se a perdesse, acabavam as chupetas. Ela, a contragosto, lá acedeu a sair sem chupeta. E passou o dia bem, com uma pequena recaída ao pé do avô, mas facilmente ultrapassada.
E agora é neste ponto que estamos: só usa chupeta em casa, na rua não.
O único ponto que tem que ser afinado é o volume da voz.
É que ela continua a falar no mesmo volume que falava quando tinha um objecto enfiado na boca.
Mas como da última vez que vi os tampões de ouvidos estavam (bem) mais baratos que um aparelho de dentes... por mim tudo bem!
Contado por Pai Babado às 14:43
post link | Conta coisas | favorito
|
6 comentários:
De pipokka a 27 de Fevereiro de 2007 às 14:48
ui, deve ser complicado tirar-lhes a chupeta!
O meu sobrinho, foi à praia deitá-la ao mar e despedir-se dela e de um dia para o outro largou-a!

Jokinhas
De paula a 28 de Fevereiro de 2007 às 01:11
adora a maneira como relatas as aventuras com a tua criança!!
felizmente eu não terei esse problema.. aAlice nunca conheceu a 'amiga' chupeta.. um problema a menos.
De Vânia a 28 de Fevereiro de 2007 às 16:26
He he he! Um novo post!!! Hurra!!!

Bem, sobre chupetas apetece-me contar o que a minha mãe sempre contou sobre isso. Inicialmente eu também tinha uma chupeta... mas coitada com o passar do tempo ficou mirradinha... e a minha mãe comprou outra. Não gostei e subitamente o meu polegar ganhou novo interesse. Tanto interesse que só deixei de chupar no dedo com 9 anos! E fiquei com um calo no dedo para recordação...
Até breve!
www.na-nossa-casinha.blogspot.com
De Álex a 28 de Fevereiro de 2007 às 17:35
acho que quando acontece algo como no vosso caso (e no meu: perdemos mesmo a única que já tinhamos e a revista conjunta com o D. que se passou à casa foi exaustiva e nada!) as crianças percebem que aconteceu, paciência (isto por oposição a outras tentativas encenadas e talvez por isso menos "verdadeiras" para eles que percebem mto. mais do que imaginamos)
é uma teoria possível, é a minha!
De cristina a 1 de Março de 2007 às 12:52
Um problema universal. Por cá, também o mesmo problema.

Bjos

Cristina
De ZM a 9 de Março de 2007 às 10:29
No nosso caso, a Madalena deixou a chucha aos 2 anos (não sei a idade da tua). Convencemo-la que íamos enterrar as chuchas todas no quintal do vizinho, que tem um cão chamado Jack e que ficaria daí em diante fiel depositário das ditas. Foram precisos alguns dias para ela se esquecer definitivamente das chuchas, mas não houve grande drama. Com o próximo, que tem agora 9 meses, talvez venhamos a ser menos rígidos, mas também não passará muito dos 2 anos.
Já vi crianças de 3 e 4 anos, com os dentes completamente tortos e dificuldades de dicção por uso exagerado da chucha fora do tempo.
A Madalena, no dia em que enterrou as chuchas, ganhou os primeiros óculos de Sol e ficou radiante.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

No nosso caso, a Madalena deixou a chucha aos 2 anos (não sei a idade da tua). Convencemo-la que íamos enterrar as chuchas todas no quintal do vizinho, que tem um cão chamado Jack e que ficaria daí em diante fiel depositário das ditas. Foram precisos alguns dias para ela se esquecer definitivamente das chuchas, mas não houve grande drama. Com o próximo, que tem agora 9 meses, talvez venhamos a ser menos rígidos, mas também não passará muito dos 2 anos. <BR>Já vi crianças de 3 e 4 anos, com os dentes completamente tortos e dificuldades de dicção por uso exagerado da chucha fora do tempo. <BR>A Madalena, no dia em que enterrou as chuchas, ganhou os primeiros óculos de Sol e ficou radiante. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>ZM</A>

Comentar post

.Mais sobre mim

.Música de Pai

."Estórias" da História

. Já?!?!?!?!

. Exercício

. Invenções by Pedro (II)

. Invenções by Pedro

. Indiana Jon...er...Pedro

. Adoro...

. Dão-me a volta com uma pi...

. Para o que interessa...

. Ecologias

. Hoje... todos juntos

.Contos Antigos

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

C.N.Escutas
Caleidoscópio
Derivas
blogs SAPO

.subscrever feeds